quinta-feira, maio 18

Gostava de ser como os nenúfares

Gostava de ser como os nenúfares. Andar à tona da água, viver por cima da vida.
Nascer com frio, procurar calor, e furar os dias, direita ao sol, à luz, ao céu.
Gostava de ser assim.
Ter um quê de misterioso, de encanto, de divino, que faz as pessoas parar, e quedar-se a admirar tal leveza, tal beleza.
Viver em sítios bonitos, imponentes, rodeada de sonhos e histórias fantásticas, de princesas e amores perdidos, de paixões ardentes e relações impossíveis, murmúrios e lamentos das pessoas que procuram lugares calmos.
Adivinhar pensamentos, daqueles que ficam quietos, com o olhar perdido.
Um nenúfar branco, quase transparente.
Num lago de pedra, antigo, sombrio.
Numa água gelada, límpida.
Estar ali, com o único objectivo de fazer feliz quem para mim olhasse…

5 comentários:

deep disse...

Alguma coisa de nenúfar há-de ter quem escreve coisas tão bonitas.
Fica bem.

xana disse...

Tu estás aí,
e fizeste-me feliz
com este texto que li.
E és o nenúfar escritor
mais bonito que eu
até agora vi!

Muitos, leonor,
muitos lagos de abraços
para ti!

Helder Ribau disse...

adorei o teu cantinho... linda foto...

Graça disse...

Amiga,
Sabes bem que com a tua alegria nos tens ajudado a ver a vida com outros olhos e a sermos mais felizes.... p...d...-v..

Anónimo disse...

Where did you find it? Interesting read the best cellulite creams